quinta-feira, 11 de junho de 2009

“Abstrato”

Em quadrados, triângulos obedientes se fecham em círculos,
formando estrelas que adornam peito de generais no pentágono.
Não me nasceram sisos, e o juízo perdi cariado na boca da noite.
Então dou pinceladas de ausência de cor sobre todas as cores,
e me vejo num retrato em preto e branco.
Arte de gosto duvidoso.
Sidney Caetano Filho

6 comentários:

Clarinhaaa disse...

duvidoso... mas de ótimo gosto!!!


beijos
sempre aquui!!!!!!

amo-te!

Lucimar Simon disse...

Até quando? oh verdade inverdade, somos frutos dessa arte travestida de ilusoes, caminhos negros em dias claros.

porem se é isso que produzimos estamos ganhando, e a cada produçao sua meu cofre de segredos que nao possui chaves fica mais cheio de esperanças e outras coisas lindas da vida

abraço

† Mσяgαηα † disse...

Lindo... As pinceladas coloridas em cima de algo sem cor, são como o sol num dia de chuva

SAMUKA THEODORO OLIVEIRA disse...

lendo seu texto penso eu se ver num retrato preto em branco entre muitas cores, neste quadro falta coragem pra se ver perfeito, retrato preto e branco coisa do passado porque duvidoso se exite o certo?

Lu Nogfer disse...

Lindo texto abstrato!!!
Textos abstratos com sentimentos concretos...só os escrevem os sensíveis o bastante...
Os que tem pensamentos livres,
maos leves...Os que enxergam nao só com os olhos mas tbm com a alma...
Os que buscam emoçoes num verdadeiro mosaico de frases e cores, doce magia e amores...
Humm,ja estoueu aqui me empolgando!rs!Acho q ja tenho até o proximo texto!rs!
Mas o q tenho feito por aqui se nao me inspirado!??
Ah sim,hoje vim dizer-te em especial o quanto te admiro e te curto...

Beijinhos.

ivone fonseca disse...

Fantastico e surpreendente como sempre por isto q adoro vir aqui.

Bj gr t+