sábado, 19 de setembro de 2009

Vida


Um cochilar, estrada e acostamento se misturam,
e nem sempre o acordar é há tempo de retorna a pista


Atentos, outros tantos seguem alheios a paisagem que
gratuitamente a viagem lhes oferece,e que nem sempre agrada aos olhos
É individual,cada um tem sua própria pista, e o que segue a suas
margens, não pode lhes tirar a concentração;
Paralelo a estrada, e também parte dela ,no mesmo sentido segue a sarjeta.
Dentro, quantos fizeram dela trilha ou atalho.
Pouco deles sabem que la estão.
Sigo em minha faixa
Sidney Caetano Filho

11 comentários:

Nike disse...

Eu estou tentando achar minha pista, pois nos últimos dias estava totalmente num labirinto sem saber para onde ir... difícil meu amigo...

Obrigada pelo carinho, saiba que tenho vc em meu coração e tudo q me escreveu estes dias me deu muita força pra continuar forte, apesar de algumas vezes pensar em desistir de tudo!
Um grande beijo meu querido amigo!

NIke

Lucimar Simon disse...

Eita que coisa, esta estrada da vida que tanto nos limita tbm quero me definir e me dar bem na pista, a pista as vezes larga as vezes estreita, a pista segue , segue sempre segue.

abraço bom ter vc de volta.

Silvana Nunes .'. disse...

Estou viajando pelo mundo em busca de novidades. Seu espaço é nastante interessante, gostei. Voltarei com mais calma, já marquei o meu território.
Fique na Paz !
Saudações Florestais !
EU VOLTO.

SAMUKA THEODORO OLIVEIRA disse...

Ola garoto estradeiro.
quando seguimos a estrada temos um destino a chegar, seguimos atentos ao perigos, mais o pensamento esta na contra-mão da direção.

ivone fonseca disse...

Lindo amigo, adoro te ler... viajo em suas palavras sempre bem colocadas e reflexiva.
Realmente este é o grd percurso da vida.. cada um na sua faixa, muitos em linha reta seguindo aquilo q acredita ser o correto, alguns se desviam, buscam atalhos (nem sempre tão vantajosos assim) outros se perdem... e a sargeta sempre do lado como se caminhasse conosco...
Acho q ando assim como vc tentando seguir minha faixa..


Linda analise, lindo amigo...

bj grd t+

ivone fonseca disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ady disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ady disse...

Oi, Mais do que retribuir a sua visita, vim comentar!

Sigo a minha estrada, as vezes dou carona para algumas pessoas, as vezes no escuro e na solidão da noite, dirijo sozinha! Gosto de viajar olhando a paisagem o céu, o sol e as estrelas, Agora estou sozinha, à 2 horas atrás estava com amigos, ontem estive com os belos olhos, e agora estou aqui! Quer uma carona?

Beijos e espero poder te dar carona, sempre que quizer! É só passar por lá!
Adorei viu!, muito obrigada pela sua visita!

http://ariadneady.blogspot.com/

Valquíria Falcão disse...

Realemnte é uma longa estrada cheia de altos e baixos e muitas vezes com pequenos acidentes...mas o importante e indepnedente de tudo que possa vir acontecer nessa estrada e não deixarmos de prosseguir...
Beijos lindo texto....vê se não some...
Òtima semana, fique com Deus...

Lu Nogfer disse...

Estradas e acostamentos se misturam!Nem tudo é agradavel aos olhos assim como nas pistas da vida!As vezes um simples cochilar e la se vao tudo por agua abaixo!Eu tbm sigo a minha faixa sabendo que a atençao é primordial por todos os lados!
Otm texto!
Amo estar aqui com vc.Sempre!!!

Bjo carinhoso!

Ana disse...

Nossas estradas que às vezes parecem sem rumo...
Estradas das quais às vezes, como você disse, nem notamos as paisagens, que podem ser maravilhosas e outras desagradáveis...
Paisagens que deixamos ao leo, mas que quando percebemos são os mais belos recantos.

Lindo lindo texto.

Beijos Sidney.

=***