sábado, 11 de abril de 2009

Soberba verdades!

Há muitos anos estive aqui!
Um lugar tão longe de ti ,que até mesmo sua imaginação não chegaria.
Mas qual de vós ousaria?...sei que muitos!
Trazendo com eles um trapo,buscando um lugar para tomar posse.
Em busca talvez de um epitáfio,”Não há coisa alguma aqui idiota.”
Já sabias quando aqui quis vir,viajo ati em grande velocidade,
sou apenas o brilho de algo que não existe mais.
Sou o brilho de uma estrela morta!
Verás meu brilho,até que o seu se apague!
Sidney Caetano Filho

4 comentários:

Lucimar Simon disse...

A volta ao passado, pode ser o que o autor define, ou a volta a uma coisa que ele mesma ja sabia ter ficado para para trás, mas o importante de tudo é seguir seu palpite e nao deixar que nada o impeça de alcança-lo, se for tarçado de idas e voltas problemas, o caminhar é seu e nao deles...

Abraço Sidney

Lu Nogfer disse...

Nao sei se tem algo haver mas esse texto me lembrou a linda musica ds Titãs....Vou deixar um pedacinho aqui pra ti!
"Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor..."
SE QUISER OUVIR TODINHA,TA NESSE LINK...
http://www.beijosnocoracao.pro.br/paginas/epitafio.asp

Bom domingo meu anjo!!
BEIJOS NO CORAÇAO

Lu Nogfer disse...

Seus textos tem sido m inspiraçao!!!Adoro estar aqui!
Obrigado pelo carinho de sempre!!
Beijos

Clarinhaaa disse...

Uma vez me disseram que o brilho da estrela só aparece depois de anos de sua morte!

Talvez isso seja um bom sinal..

BRILHE, mas vivo!
rs

beijos