domingo, 14 de dezembro de 2008

Como você

Tal.
Como você,eu não sei,como você não saberei,mas todos os dias estarei buscando .
Enquanto busco e as vezes encontro respostas momentâneas,verdades anteriores
são revistas,outras simplesmente jogadas fora,verdades obsoletaras,tal como você
A dor é verdade hoje, amanha lembranças tristes ,tão tristes que poderão doer mais;
e o remédio é continuar a busca,e nos intervalos encontrar alegria que é a felicidade
máxima nos permitida.Com você,encontrando e perdendo,fazendo e refazendo,tal como você,juntos no mesmo ideal,tudo o que escrevemos hoje é tão somente um
rascunho,tal como você,eu!
Sidney Caetano Filho

Nenhum comentário: