quinta-feira, 5 de março de 2009

ERMO " sou"!

Ermo;
Atirando assim,com palavras sem nexo.
Sou misto ,'”mestiço”, sou branco e preto,sou arco iris invisível .
Promíscuo virgem.
Sou cão que ladra,sou homem que morde.
Sou o passado recente de uma borboleta,sou seu futuro,não sou seu presente!
Pioneiro de um projeto ultrapassado,sou ”Visionário vesgo”!
Da garrafa de rótulo desbotado, sou o líquido.
Alguns dizem ser muito valioso,mas nunca provado
permaneço contido.
Um desastrado que deveria ser chamado de” meu amo”,talvez me liberte sem querer.
Quebrando o ate então meu contidente.
E como também não sou o gênio da garrafa,
lhe deixarei de presente, os cacos que me continha e o vinagre que me transformei.
Sou busca, “Seu encontro acidental”.
Sidney Caetano Filho.

3 comentários:

Lucimar Simon disse...

Sao momentos que sentimos o tudo, o nada, o avesso do reverso do disco de vinil, que saudades desta nostalgia que alegria deste passado, mas tambem nao o quero mais, porque neste tempo amei muito... abraço

Lu Nogfer disse...

Posso ser essa desastrada!rs!!
Pode nao ser o genio da garrafa mas com certeza,o genio de grandes e contagiantes frases com um futuro promissor!!Nao acha q é hora de levar essa brincadeira a sério!?rs!!
Lindo fim de smn!!bjo no coraçao!

Clarinhaaa disse...

Nossa.... adorei esse post...
lindo lindo..
a saudade tbm bateu em minha porta, e eu abri...
Senhoras e senhores eu voltei então...
senhoras e senhores e de uma vez só..
senhoras e senhores dê uma lidinha..
e vá pro olho da ruaaa!!!

ehheeh
beijos